Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Um olhar sobre "O Mar em Casablanca" de Francisco José Viegas

 

"Trata- de um livro em que enredo e personagens são quase autónomos e deixam de o ser quando o autor os agarra, os mistura e com eles faz a história. Mas deixa-os manter as suas histórias separadas. E é este embrulho que tentamos desembrulhar com o desenrolar da leitura. O mistério, a dúvida, o atropelar de situações faz-nos querer chegar a qualquer sítio que nos revele a solução."

 

(Excerto da recensão ao livro O Mar em Casablanca, publicado pelo jornal Hardmusica e assinado por Zita Ferreira Braga)

publicado por Porto Editora às 12:01
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De conceição a 2 de Novembro de 2009 às 17:21
boa sorte: O livro está no ar do tempo,talvez goste desta imagem deste blog:

http://saidosdaconcha.blogspot.com/2009/11/giveaway-selvedge-magazine-winner.html
De MJG a 4 de Novembro de 2009 às 21:16
Linha do Tua - http://www.pareescuteolhe.com/
De Miguel Ângelo de Almeida a 13 de Setembro de 2010 às 16:14
Desde a última e a primeira vez que cumprimentei o Francisco José Viegas, na FNAC de Braga aquando do lançamento do seu livro "Se me convencesse o amor", fiquei com uma impressão sua ainda mais positiva, só mesmo alguém com seu profundo à vontade captaria a minha postura seria que disfarçava o meu nervosismo por estar no meu meio de um grupo de amigos que ouviam as leituras e os comentários do Francisco. Confesso que desconhecia a sua faceta na poesia mas deixei levar pelas suas palavras, que ja tinha lido em "Longe de Manaus" onde descobri o seu modo único como nos transporta para aqueles cenários bem portugueses (acho que encontrei um pouco de Montalban). Neste livro de poesia gostei da forma como consegue descrever aquelas paisagens do Chile e Argentina, aquela sensação fria e magnética, aquela Argentina húmida... No "Mar em Casablanca" adorei aquele cenário de Vidago, aquele cenário que parece que parou no tempo.. É verdade obrigado por todos os meses nos presentear com uma revista Ler de top. Quando passar por Braga procure o estaleiro cultural "Velha a Branca" pois aposto que vai gostar. Bem haja e continuação de bom trabalho para podermos todos admira-lo com prazer.

Comentar post

o autor

Francisco José Viegas nasceu em 1962. Foi professor universitário e jornalista, tendo sido director da revista Grande Reportagem e da Casa Fernando Pessoa.

Actualmente é director editorial da Quetzal e director da revista Ler, colaborador de vários jornais e revistas (nomeadamente Correio da Manhã, A Bola, Volta ao Mundo). Foi responsável por programas na rádio (Antena 1) e televisão (Livro Aberto, Escrita em Dia, Ler para Crer, Primeira Página, Avenida Brasil, Prazeres e Um Café no Majestic).

Da sua obra destacam-se livros de poesia (Metade da Vida, O Puro e o Impuro e o mais recente Se Me Comovesse o Amor) e os romances Regresso por um Rio, Morte no Estádio, As Duas Águas do Mar, Um Céu Demasiado Azul, Um Crime na Exposição, Um Crime Capital, Lourenço Marques e Longe de Manaus, com o qual obteve o Grande Prémio de Romance e Novela, de 2005, da Associação Portuguesa de Escritores.

Os seus livros estão publicados na Itália, Alemanha, Brasil, França e República Checa.

pesquisar

Novembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

No Porto

Em Guimarães

«O Mar em Casablanca» na ...

Um olhar sobre "O Mar em ...

Francisco José Viegas na ...

O cheiro da terra molhada...

O Mar em Casablanca na Ti...

O Mar em Casablanca nos A...

"O fechar de um ciclo" (r...

Aventuras de Jaime Ramos ...

arquivos

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

tags

todas as tags

subscrever feeds